Documento sem título
 
 
   
     
 
 
 
Notícias e Dicas
 
Notícia - Alimentos para evitar na gravidez 18/10/2019
Alimentos para evitar na gravidez

Além de receber acompanhamento médico constante, tomar vitaminas e praticar, com segurança, atividades físicas, toda mulher deve ter cuidados especiais com a dieta na gravidez.

Algumas comidas favorecem a saúde da mãe e do bebê, mas determinados alimentos devem ser evitados ou mesmo banidos para garantir uma gestação saudável.

Embutidos

Produtos como salsicha, salame, presunto e afins possuem alto teor de sódio, nitritos, nitratos, corantes e aditivos químicos que são prejudiciais à saúde da grávida, afirma a nutricionista funcional Patricia Davidson Haiat.

Canela

A especiaria, apesar de saudável e ter ação termogênica, deve ser evitada durante a gravidez, pois pode provocar contrações uterinas.

Açúcar

O consumo exagerado de doces e alimentos ricos em açúcar pode aumentar o risco de diabetes gestacional, além do ganho de peso excessivo.

Comida japonesa

Gestantes devem evitar a culinária japonesa para não correr risco de difilobotríase, também conhecida como “doença do peixe cru”, causada pelo cestódio Diphyllobothrium, um dos maiores que podem parasitar o homem (atinge cerca de 10 metros de comprimento no intestino delgado).

Ovos crus

Ovos são saudáveis e ricos em nutrientes, mas é preciso tomar cuidado no preparo. O risco maior está na salmonela, bactéria que ataca o sistema gastrointestinal. Outros alimentos que utilizem ovos crus em seu preparo, como maionese e mousse, também devem ser evitados.

Café

A bebida deve ser evitada por grávidas ao máximo e, caso seja consumida, o ideal é optar por um quantidade menor e menos concentrada. Além disso, é contraindicada a ingestão de café feito em capsula, que pode causar contaminação de Bisfenol-A e alumínio.

Refrigerantes

Além da bebida, alimentos ultraprocessados devem ficar de fora do cardápio da gestantes. Eles possuem deficiência de vitaminas e excesso de açúcar, químicos e sódio.

Bebidas alcoólicas

O álcool afeta diretamente o fígado e a formação cerebral do feto (que ainda é bem imatura), além do funcionamento da glândula tireoide da mãe, que regula todo o desenvolvimento do bebê. Há inúmeras comprovações científicas contraindicando qualquer dose de álcool na gestação.

Sal

O sal é reconhecido por dar sabor e tempero aos alimentos, mas você deve sempre ser cautelosa ao consumi-lo. Em excesso, o alimento pode fazer com que o corpo retenha líquidos, algo que já ocorre na gravidez. Além disso, pode aumentar a pressão arterial, o que é perigoso para qualquer pessoa, mas especialmente para uma gestante.

Carne crua ou mal passada

A carne crua ou malcozida também é um perigo para as mulheres grávidas. Existe um risco potencial de contrair toxoplasmose, uma infecção causada por um parasita que pode causar deficiência no desenvolvimento mental, cegueira e epilepsia na criança.

Fonte: VIX
 
Fale com o Farmacêutico
Tire suas dúvidas sobre este medicamento.
 
Solicite um Orçamento
Utilize nosso serviço de orçamento online.
 
Atenção
Não use medicamento sem orientação médica.
 
Documento sem título
 
 
 
   
Copyright © 2013 - Todos os direitos reservados
Produzido por FrameSet