Documento sem título
 
 
   
     
 
 
 
Notícias e Dicas
 
Notícia - Shimeji: o que é, benefícios e como fazer 27/09/2019
Shimeji: o que é, benefícios e como fazer

Shimeji é um tipo de cogumelos que apresenta grandes benefícios e possui bons nutrientes para o organismo. São ricos em proteínas, fibras, minerais e vitaminas e apresentam baixo teor de gordura total.

Dentre seus benefícios, pode-se destacar a ação antimicrobiana, antioxidante e melhora na digestão, além de ajudar a controlar o diabetes, colesterol e melhorar a imunidade. Confira mais sobre este fungo.

O que é?

Os cogumelos do tipo Shimeji fazem parte do Reino dos Fungos e desempenha papel essencial na natureza para decompor matéria orgânica.

O shimeji é classificados como um macrofungo, com corpos de frutificação grandes e visíveis ao olho nu. Por isso, em geral, se formam acima do solo, mas há exceções, como as trufas, que se formam no subsolo.

Ele pode ser comprado em mercados tradicionais, em conserva ou seco. É utilizado em muitos pratos como carnes, molhos para massas, saladas, recheios, e também é tradicional da culinária japonesa.

Nutrientes

Fibras: O Shimeji é um alimento rico em fibras, possui propriedades hipoglicêmicos, ajuda a diminuir o colesterol ruim e proporciona maior saciedade.

Fósforo: possui grandes quantidades de fósforo, responsável por fortalecer ossos e dentes.

Proteínas: O cogumelo em questão é uma fonte alternativa de proteína, especialmente para quem é adepto do vegetarianismo e veganismo, e proporciona aumento de massa magra.

Vitaminas: Também é fonte de vitaminas, como a vitamina A e vitamina C, com ação antioxidante e atua na melhora da imunidade. A presença de ergosterol no shimeji em reação com o raio ultravioleta forma a vitamina D.

Ácido Fólico: Além disso, é rico em ácido fólico que proporciona diversos benefícios, principalmente para as grávidas, pois ajuda na formação neurológica do feto, e também previne doença cardiaca, câncer, Alzheimer e desordens mentais.

Carboidratos: O fungo ainda possui quantidades interessantes de polissacarídeos, principalmente a beta-glucanas, que possuem propriedades antioxidantes.

Os polissacarídeos atuam também na prevenção do envelhecimento precoce, no controle das taxas de açúcar no sangue, melhoram o sistema imunológico e combatem o crescimento tumoral.

Quantidade de calorias

Outro ponto positivo é que o alimento possui pouca quantidade de calorias, pois em 100 gramas de shimeji há apenas 35 calorias, e também baixas quantidades de gordura.

Benefícios do shimeji

Antimicrobiana: Por se tratar de um fungo, que alimenta-se de matéria orgânica em decomposição, o alimento possui ação antimicrobiana para combater bactérias e vírus que podem fazer mal.

Anticancerígena: O polissacarídeo beta-glucana, presente nos cogumelos, destrói células cancerígenas e melhora o sistema imunológico. Porém, os estudos sobre a atuação dos cogumelos no câncer ainda são preliminares.

Antioxidante: Combate radicais livres, o que implica positivamente em diversas doenças como câncer, a artrite reumatoide, cirrose, arterioesclerose, bem como na prevenção do envelhecimento precoce. As vitaminas A e C são responsáveis por tal propriedade.

Combate diabetes: Devido a quantidade de fibras e polissacarídeos presentes nos cogumelos, eles possuem propriedade hipoglicêmicas, que ajudam a controlar o açúcar no sangue.

Controla colesterol: Por causa da vitamina B3 e da boa quantidade de fibras presentes no shimeji, o alimento ajuda a controlar o colesterol ruim LDL. Entretanto, os estudos são preliminares acerca da efetividade do alimento na diminuição do colesterol.

Melhora digestão: As fibras também são responsáveis por um melhor trânsito e saúde intestinal.

Melhora a imunidade: compostos como fibras atuam na atividade intestinal e no metabolismo, que por consequência, beneficia a imunidade.

Prolonga a saciedade: Dentre os benefícios das fibras está o aumento da saciedade, aliado na hora de emagrecer.

Fortalece ossos e dentes: O alimento conta com certa quantidade de fósforo que atua no metabolismo de forma a ativar vitaminas do complexo B, que assim como o cálcio, atuam no fortalecimento dos ossos e dentes.

Benefícios para doenças

Previne má formação congênitas: interessante às grávidas, já que o shimeji e outros cogumelos apresentam quantidades relevantes de ácido fólico. Além de evitar malformações neurológicas no feto, a falta deste nutriente pode levar à doença cardiovascular, câncer e desordens mentais como Alzheimer.

Ajuda no tratamento do câncer: Estudos preliminares apontam que os cogumelos podem ajudar no tratamento ao câncer, já que possuem quantidades de beta-glucanas, especialmente lentinan. "Essa substância estimula o sistema imunológico, especialmente células chamadas de natural killer que destroem as células cancerígenas", explica o oncologista e mastologista Jorge Laerte Gennari. Entretanto, tais pesquisas ainda são preliminares.

Ajuda no tratamento da HIV: A mesma substância, a beta-glucana, também pode ser interessante no tratamento da HIV, isso porque melhora o sistema imunológico. Pesquisas preliminares também apontam que a ação antimicrobiana dos cogumelos pode atuar contra o vírus, apontando melhoras nos sintomas do HIV. Entretanto, necessita-se de mais estudos para comprovar tal benefício. O alimento pode ser um aliado, mas não substitui tratamento especializado.

Controle de doenças na tireoide: Estudos comprovam que alguns cogumelos possuem compostos que regulam hormônios, como os secretados pela tireoide. Isto pode ajudar a controlar o hipertireoidismo e hipotireoidismo.

Shimeji emagrece?

O consumo só do shimeji não é capaz de emagrecer ou engordar, assim como qualquer outro alimento, afirma a nutricionista Angelica Grecco, do Instituto Endovitta. Mesmo que o cogumelo possua poucas calorias, muitas vezes ele é preparado com outros alimentos gordurosos como manteiga.

Shimeji estragado: como saber?

Preste atenção a data de validade do alimento. Quando o shimeji passa da data de validade, solta uma água escura com odor.

Além disso, por se tratar de um fungo, é recomendável apenas consumir shimejis certificados e com selo de inspeção.

Cuidado: Não consuma cogumelos colhidos diretamente da natureza, pois podem ser venenosos ou com propriedades alucinógenas.

Quantidade recomendada

Não existe uma quantidade exata recomendada para o consumo de shimeji. Especialistas orientam em torno de 250 a 300 gramas por semana.

Como limpar?

Nenhum cogumelo pode ser lavado, de acordo com a nutricionista Angelica Grecco, do Instituto Endovitta. Por se tratarem de alimentos esponjosos, o shimeji vai absorver a água e comprometer sua textura. Assim, é recomendável apenas limpar com um pano ou papel toalha para retirar terra, se houver.

A dica de higienização da nutricionista é a seguinte: "Você vai precisar soltar as hastes pequenas do shimeji que normalmente vem presas em uma base maior que será descartada. Use as mãos para fazer isso, não precisa usar a faca. Solte tudo e passe papel toalha em cada uma das partes que você soltou. O shimeji costuma vir bem limpinho, então quase não dá trabalho".

Como fazer Shimeji?

Há diversas formas de cozinhar com o shimeji. A mais difundida é o shimeji na manteiga ou o shimeji no azeite, com shoyu e temperos. Pode também servir de ingredientes para massas, risotos, hambúrguer e escondidinho.

Fonte: Minha Vida
 
Fale com o Farmacêutico
Tire suas dúvidas sobre este medicamento.
 
Solicite um Orçamento
Utilize nosso serviço de orçamento online.
 
Atenção
Não use medicamento sem orientação médica.
 
Documento sem título
 
 
 
   
Copyright © 2013 - Todos os direitos reservados
Produzido por FrameSet